segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Sobre o Pinheirinho...

news.midiafree.com
Por ter conquistado a atenção da grande mídia - por causa do desastre promovido pela polícia de São Paulo, que fez uso de helicópteros, armas e bombas em um lugar repleto de famílias e crianças - a desocupação da comunidade do Pinheirinho, em São José dos Campos, começa a semana causando comoção e chamando atenção para problemas que insistem em ficar debaixo do tapete: moradia e ocupação do solo urbano.

Existem divergências entre as esferas de Justiça Estadual e Federal o que, por si só, já requereria mais reflexão sobre o caso, em vez da tomada de atitudes extremas. E nem questiono o fato do terreno pertencer à massa falida da empresa Selecta, de Naji Nahas. Gostando-se ou não disso, o direito legítimo à propriedade privada não se questiona. Mas a questão social está pendente e o Governo tem que dar uma resposta. Esperar sete anos para remover uma comunidade, que chega a 9 mil pessoas, beira o absurdo e é de uma crueldade ímpar. É hora de se repensar urgentemente em uma política séria de habitação, que garanta moradia para todos, de forma justa, junto com intensa repressão às ocupações irregulares, quando essas ainda estiverem no início.

Expulsar e colocar em um abrigo ou deixá-los vagando por aí só vai aumentar a população de rua, agravar a violência e engrossar o grupo dos potenciais usuários de drogas. O Governo de São Paulo está promovendo uma desastrosa cruzada, tanto nesse caso, como no caso da Cracolândia. Não está resolvendo o problema, pelo contrário, só está pulverizando mais.

Ações de repressão tem que ter o respaldo de ações sociais. Jogar as pessoas de um lado para o outro é tampar o sol com a peneira, querendo mostrar um serviço que nem de longe está sendo prestado.

news.midiafree.com

4 comentários:

Anônimo disse...

Gostei muito do seu comentário realmente essas questões ficam sempre debaixo do tapete.
Moro em São José e isso que aconteceu foi um ato desumano, concordo que invasão de propriedade é crime mas não podemos esquecer de que as pessoas que estavam ali são pessoas desassistidas,trabalhadoras, só querendo um lar para morar e a prefeitura não garante assistência para essas famílias enquanto isso as crianças estão sendo jogas de um lado para o outro em meio a um verdadeiro cenário de guerra com o medo e o pânico estampados nos olhos de cada uma. Esperar passar 8 anos para tomar uma atitude violenta tratando as pessoas como se fossem criminosas é vergonhoso. Estou acompanhando comentários na mídia sobre o que está acorrendo aqui e muitos estão orgulhosos do que a PM fez mas só quem está vendo de perto para saber o inferno que virou a vida dos moradores do pinheirinho e dos bairros próximos.

Loreta disse...

Oiee,

Realmente, sem um planejamento pautado em ações sociais, educação e emprego a questão da moradia não irá se resolver, nem em SP nem em lugar nenhum do Brasil!
Será que um dia veremos um governos que realmente pensa nos seus eleitores e no bem comum??
Ótima reflexão!!

Bjos!

Loreta#amigacomenta;)
@bagagemdemae
www.bagagemdemae.com.br

Um espaço pra chamar de meu disse...

Terrível a ação da polícia e o descaso do governo, muito fácil ter estas atitudes e deixar cada um por si...lamentável tudo isso!!!

Obrigada por comentar no blog...
adorei "sermão é o cacete" kkkkkkkkkkkkk
Só vc,adoro seu jeito,amiga!!!

Um espaço pra chamar de meu disse...

esqueci de colocar #amigacomenta hahahahahahaha

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...